quarta-feira, 29 de abril de 2015


KAGOSHIMA (IPC Digital) – Para tentar estancar o declínio populacional, o governo de Mishima, pequena aldeia formada por três ilhas paradisíacas do sudeste de Kyushu, está oferecendo incentivos peculiares para atrair novos moradores.
Além da linda vista e do clima subtropical, a aldeia também oferece aos novos habitantes uma ajuda financeira inicial de ¥100 mil para cobrir as despesas com a mudança, um bezerro “kuroge wagyu”, que vale cerca de ¥500 mil (é possível optar pelo dinheiro ao invés do animal), e, se o novo morador for solteiro(a), o governo local paga parte das despesas de encontros amorosos para incentivar a formação de casais e novas famílias na ilha.
Com apenas 412 moradores, Mishima sofre com o êxodo dos mais jovens, que partem para as principais regiões urbanas do Japão em busca de novas oportunidades de trabalho. A economia da ilha é composta unicamente pela agropecuária, que exige força braçal e determinação, dois fatores que os jovens nascidos na aldeia não estão dispostos a pagar.
Os recém-chegados também poderão reivindicar uma bolsa mensal nos primeiros três anos de residência: ¥85 mil para cada pessoa solteira e ¥100 mil para cada casal. Além da bolsa, o casal também poderá receber uma ajuda adicional de ¥20 mil para o primeiro filho e ¥10 mil a partir do segundo filho.
Mishima também quer subsidiar boa parte do aluguel dos novos habitantes, oferecendo casas de três quartos a partir de ¥15 mil por mês. O governo local também se compromete em apoiar os novos moradores em empreendimentos agrícolas.
Para receber todos esses incentivos, o novo morador deve ter menos de 55 anos e se comprometer em fixar raízes na ilha, trabalhando na lavoura, pesca ou pecuária. Para maiores informações, acesse o site da Aldeia de Mishima. (em japonês)



Fonte-ipcdigital

0 comentários:

Categorias

Artigos mais visualizados

Seguir por Email

Facebook

Seguidores

Tecnologia do Blogger.

Contato

encontreipravc@gmail.com

Visualizações